6 Dicas para saber como tocar violão

Com a correria que nos cerca diariamente, fazer alguma atividade é garantia de sossego e equilíbrio da mente. Não gosta de esportes e está longe de ter o dom para artesanatos? Aprenda a tocar um instrumento! Tocar violão é – [...]

A gente já sabe, mas nunca é tarde para lembrar: praticar alguma atividade fora do horário de trabalho ou estudo é a melhor maneira de manter o corpo relaxado e a “cuca fresca”. Mas, talvez, você não goste de praticar um esporte, pouco participava das aulas de educação física e era péssimo escultor em todos os artesanatos aprendidos nas aulas de artes. E agora, o que salva? A ideia, para quem se encaixa nas categorias acima, é aprender a tocar um instrumento: garante concentração, descansa o cérebro acelerado e ainda te coloca de frente com a música. Apostamos no violão – o mais querido da galera – e listamos algumas dicas para você aprender a tocá-lo hoje mesmo. Veja abaixo!

1 – Tenha a internet como aliada

Em tempos de Youtube, pouco é preciso ir até um professor de música (raras às exceções, que gostam se de aperfeiçoar e levar o negócio mais a sério) para aprender a tocar algo. Não tenha receio de pegar aquele violão deixado no quarto de coisas velhas de casa, dar uma afinada nas cordas e viajar nas aulas, manuais e editorais encontrados na internet que listam muito bem como aprender a lidar com o instrumento.

2 – Conheça seu mais novo amigo

Não adianta nada pegar o violão e ir tentando, de qualquer maneira, aprender a tocá-lo desesperadamente. Cada instrumento – musical ou não – requer conhecimento específico e precisa ser reconhecido minuciosamente antes de manuseá-lo. Reconheça todas as partes do violão, explore e tenha a garantia de que ele será seu mais novo parceiro.

3 – Comece pelo começo, óbvio.

É claro que, se você pegar uma música do Tom Jobim logo de cara, a frustração vai ser enorme. Até os melhores violonistas têm problemas com grandes notas musicais e acordes diferenciados. Comece pelo “bê a bá” mesmo e entre no mundo das músicas infantis, cantigas de rodas e o famoso “Do Ré Mi Fá”. Divirta-se!

4 – Pratique diariamente

O seu cérebro precisa se acostumar com a atividade nova para ir pegando “o jeito da coisa”. Assim, a dica é brincar de violão todos os dias, nem que seja por meia horinha. Chegou em casa do trabalho, tomou um banho e comeu alguma coisa? Relaxe em um canto silencioso e vá treinando aos poucos. Mas nunca pare! O treino é e sempre será a melhor maneira de conquistar habilidades nunca adquiridas antes. A dica é: sempre que estiver assistindo à TV, no carro como passageiro de uma viagem ou fazendo algo que não precisa de muita concentração, dê atenção às mãos e vá treinando (sem o violão) os movimentos, como se elas estivessem tocando um instrumento no ar (parece louco, mas ajuda e muito!).

5 – Fortaleça o músculo da mãozita!

A mão vai ser a parte mais importante do seu corpo agora. Pelo menos, para essa atividade. E elas precisam estar fortes e rígidas para não falhar na hora daquela nota que faz toda a diferença na música. A dica que a gente encontrou é a de estar com uma bolinha de tênis sempre por perto e brincar de apertá-la quando não estiver fazendo nada. Isso vai ajudar a fortalecer seus dedos e ter mais habilidade com as cordas.

6 – Não se ache o dono do mundo

Aos poucos, a habilidade vai surgindo. Mas permita se frustrar de vez em quando: isso ajuda a aumentar a vontade de aprendizado e permite o riso de si próprio. Lembre-se: você acabou de começar uma atividade nova e não vai querer ganhar os palcos em poucos meses, não é? Se gostar da coisa, procure uma escola de música e vá aperfeiçoando a técnica. Quem sabe você não vira um grande artista? Vale a pena sonhar.